Scroll Top

Quer Receber Nossas Dicas e Novidades Agora?

          Deixe Seu E-mail e Fique Por Dentro Do Nosso Site!

Saúde e Doença

Febre Zika como nos proteger?

 

Hoje em dia temos a obrigação de nos manter imunes a qualquer tipo de doença que venha a nos acometer. Necessitamos tomar medidas práticas para proteger tanto a nós mesmos como a todos os da nossa família e amigos.

Quando achamos que já vimos de tudo em relação a vírus que se espalham pelo mundo, eis que somos surpreendidos!

Parece que o mundo tem um ar de malefícios que a qualquer momento vai nos vencer, senão estivermos completamente equipados.

Estudando mais a fundo sobre a dengue, descobriram que o mosquito causador não propaga somente este vírus, mas também alguns outros.

Felizmente existem táticas que podemos usar para nos afastar de qualquer mal que possa nos atacar.

No post explicaremos o que é a febre Zika.
São dicas válidas para a vida e que farão a diferença no modo como você resguarda a quem ama.

Febre Zika: o que é?

A febre Zika é uma infecção causada pelo vírus ZIKV, transmitido pelo mesmo mosquito responsável pelo vírus da dengue, o Aedes aegypti.

Aqui no Brasil os primeiros casos de vírus Zika foram notificados em 2015, no Rio Grande do Norte e na Bahia.
Porém, aqui no nosso país esta doença não se tornou preocupante tanto quanto a dengue, pois os seus sintomas são amenos e não duram tanto.

Causas e sintomas

Semelhante à dengue, a transmissão do vírus ZIKV raramente ocorre em baixas temperaturas. A fêmea do mosquito coloca os ovos em ambientes quentes e úmidos, por isso a propagação deste vírus ocorre em regiões tropicais e subtropicais.

Portanto previna-se por evitar o acúmulo de água e tome as devidas precauções para não deixar condições adequadas para que a fêmea do mosquito deposite os seus ovos.

Os maiores incômodos são: coceira e comichão na pele, além de manchas avermelhadas, além de outros sintomas:

• Febre baixa;

• Dor nas articulações;

• Dor muscular;

• Dor de cabeça;

• Dor abdominal;

• Diarreia;

• Fotofobia e conjuntivite.

Como diagnosticar?

O diagnóstico é feito por meio de exame de sangue, para que anticorpos específicos combatam o vírus Zika no sangue.

Caso seja necessário um diagnóstico que diferencia a febre Zika da dengue, um especialista pode necessitar que outros exames sejam realizados: testes de coagulação, eletrólitos, enzimas do fígado, contagem de plaquetas e Raio X do tórax.

Tratamentos

Os tratamentos para a o término da febre Zika é similar ao realizado para a dengue. Os casos devem ser tratados com paracetamol ou dipirona sódica para o controle da febre e dor.

Previna-se

Pelo o que notamos, o mosquito transmissor da dengue pode destilar ainda outras doenças. Porém há uma boa notícia referente à febre Zika: ela não é tão grave quanto os demais vírus. Os seus sintomas perduram por até sete dias e felizmente não deixa sequelas. Melhor ainda, não foram registradas mortes provocadas por esta doença.

No entanto, não podemos nos acomodar. Continue por prevenir-se contra quaisquer males que possam aparecer:

• Evite o acúmulo de água

• Limpe as calhas

•Coloque telas nas janelas

• Use repelentes

Tome os mesmos cuidados que tem com a dengue.
Não baixe a guarda, afinal é a nossa saúde e bem-estar que estão em jogo.

 

Comentários

Gostou do nosso artigo?

Gostou do nosso artigo?

Cadastre Seu E-mail Para Receber Nossas Dicas e Novidades!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.